quarta-feira, 19 de maio de 2010

Neil Gaiman Volta Com Força às Prateleiras

O soturno, o mistério e o fantástico são características que marcam constante presença em obras do escritor inglês Neil Gaiman. Seu universo de ideias mirabolantes que sempre chamam a atenção do público e da crítica a cada novo projeto volta à tona com O Livro do Cemitério (Editora Rocco Jovens Leitores, 336 págs., R$ 39,50).

O roteiro mostra um esperto bebê que consegue fugir do misterioso Jack, assassino de seus pais e irmã. Após deixar a casa e chegar até a rua, o pequeno e valente protagonista segue até uma colina que o leva ao antigo cemitério da cidade. Apesar de estar 'sozinho', o bebê começa a conhecer diversos fantasmas que vivem no local e que acabam por batizar seu novo companheiro de Ninguém Owens e o ajudam a se esconder de Jack.

A única companhia humana do garoto é o estranho Silas, responsável por lhe arranjar comida e outras coisas básicas do mundo real. Na medida em que cresce entre as lápides e túmulos, Ninguém faz novas amizades e se encontra com diferentes figuras místicas. Já na adolescência, o rapaz volta a confrontar o assassino de sua família em um embate que irá definir seu caminho.

O interessante texto ganha ainda mais vida com a presença das ilustrações de Dave McKean, antigo colaborador dos projetos de Gaiman ­ entre eles a graphic novel Orquídea Negra e o conto infantojuvenil Coraline (aquele mesmo que ganhou uma versão em stop-motion para os cinemas). Os traços fortes e a constante brincadeira com as sombras criam uma atmosfera sinistra que cai bem com o tema da publicação.

O livro acaba de chegar ao Brasil dois anos após seu lançamento no Exterior e mantém o escritor (abaixo) entre os maiores e mais influentes de sua geração.

A dupla acerta mais uma vez em um trabalho em conjunto com O Livro do Cemitério, que chega por aqui prestigiado pela medalha John Newberry, importante premiação da literatura norte-americana na faixa etária da obra.

Além de movimentar o mercado com o lançamento de um novo projeto, Neil Gaiman vê sua mais famosa obra ser relançada.

Os fãs podem ter em mãos Sandman - Edição Definitiva -­ Volume 1 (Panini Comics, 616 págs., R$ 154), versão mais do que especial da marcante graphic novel que se tornou um dos pilares da cultura pop moderna.

O livro agrupa as 20 primeira edições da HQ, originalmente lançadas entre as décadas de 1980 e 1990. É possível encontrar arcos como O Sono dos Justos, A Casa das Bonecas e Terra dos Sonhos, entre outros.

Naquela que é considerada sua obra-prima, Gaiman mostra um macabro grupo que quer raptar a Morte em um misterioso ritual. Mas suas preces trazem ao mundo dos vivos Morpheus, um dos Perpétuos, criaturas análogas aos deuses. Agora, o Mestre dos Sonhos anda pela Terra.

Com novas cores e recheado de material extra, a edição é um item indispensável para colecionadores dispostos a arcar com o salgado preço. O livro também é uma boa dica para quem não conhece a obra entrar no fantástico e soturno universo criado por Gailman.

See You in The Other Post

Um comentário:

Gilmar Zombie disse...

Neil Gaiman é um cara que merece um lugar na prateleira ( aceito Sandman de presente de natal) rsrs