terça-feira, 24 de março de 2009

Filmologia - A Trilogia da Vingança


Desculpem, mas o post ficou gigante, mas é por uma boa causa...

Se você acha que vingança é um prato que se come frio porque todo mundo diz que é, então você ainda não ouviu falar no Park Chan-Wook (se pronuncia Pá ChanWoo, só pela curiosidade).

Esse cara dirigiu 3 filmes diferentes cujo o tema central é a vingança. Esses filmes já foram muito comentados. Principalmente o mais famoso filme dos 3, "Oldboy", vendido aqui no Brasil pela franqueadora Europa Filmes.

Vou explicar um pouquinho da história dos 3 e porque esses filmes merecem entrar na bilbioteca de clássicos do SketchTrash.


"Mr Vingança", título original "Simpathy for Mr Vengeance", é o primeiro filme da franquia. Ganhou prêmios como o de Melhor Filme Asiático no Fant-Asia Film Festival e o Prêmio do Júri de Melhor Filme no Philadelphia Film Festival. Nenhum dos três filmes estão ligados por história ou personagens, apenas pelo tema central.


Na história, Ryu é um homem surdo de nascença que vive com sua irmã, uma jovem que precisa fazer um transplante de rim. Desesperado e disposto a tudo para salvar a vida da irmã, ele aceita doar um de seus rins em troca da promessa de receber um outro que seja compatível com o dela. Mas Ryu é enganado pelos traficantes e acaba ficando sem nada. É quando surge Cha Yeong-mi, uma amiga ativista. Juntos, eles traçam um plano: sequestrar a filha de um poderoso e rico empresário chamado Park Dong-jim e assim, obter o dinheiro necessário para o tratamento. Mas quando tudo parece estar ocorrendo como o planejado, a irmã de Ryu morre. Acompanhado então pela pequena Yu-sun, ele decide viajar para sua terra natal, lugar onde deseja sepultar sua irmã. Aí temos a reviravolta final.

O segundo filme é "Oldboy", esse filme já difere do primeiro sendo o mais sujo e pesado dos três. É também o mais reconhecido, inclusive aqui, ganhando o prêmio máximo do juri em Cannes. O filme foi baseado em cima de um mangá de mesmo nome e arrebenta com os tabus sexuais no mundo.


Na história temos o Dae-su, um cara que de repente é preso e fica exilado por 15 anos. Nesse período, confuso e tendo como compahia uma televisão tão somente. Seus sequestradores lançam sonífero em períodos específicos para limpar e tratar as constantes feridas que o personagem faz. Nesse tempo Dae-su arquiteta sua vingança por ser encriminado de algo que não fez. Saindo da prisão conhece Mi-do, uma cozinheira de um restaurante japonês. Essa mulher é quem o ajuda a procurar as respostas do porque de tudo aquilo.

Mais a frente ele descobre verdades sobre o acontecimento, inclusive de que sua prisão foi um ato de vingança, por acaso, e que tudo que acontece depois de sua prisão era causa dessa vingança.

O terceiro filme é o "Lady Vingança" e está mais próximo do primeiro filme. Neste a vingança é traçada mais forte pelo sentimento de culpa e sofrimento. Chegou a ser exibido no Festival de Veneza em 2005.


Na história deste, uma professora de primário chamada Geum-Ja Lee é condenada a 13 anos de cadeia pelo assassinato de uma criança de 6 anos. Crime que ela não cometeu. Ela descobre que os assassinatos foram executados por um professor de inglês chamado Baek, e resolve se vingar dele. Ao mesmo tempo em que tenta recuperar o amor de sua filha de 13 anos, que nasceu pouco antes dela ser presa.

Os três filmes carregam a mesma discussão sobre a Vingança em 3 níveis diferentes. Sendo cada um abordado em formas diferentes, mas sempre colocando contra a parede os paradigmas da sociedade.

A direção de Park Chan-Wook é mostrada de forma sincera. A qualidade visual é muito grande e a poética visão de um tema tão forte, é mostrada a risca da insanidade.

Um visual que lembra "Laranja Mecânica", principalmente em "Oldboy", e tem uma narrativa estilo "Pulp Fiction", Park leva de forma radical a psicótica visão humana quando a raiva e a culpa é posta a frente dos olhos. Com um jogo de passado e presente traçado frenéticamente durante as narrativas.

São interessante, além da fotografia que não é inovadora, detalhes que são inesquecíveis, como a luta de Dae-su com o martelo contra uma porrada de punks no corredor de um prédio abandonado, ou da saturação de branco e dos closes no rosto de Geum-Ja, ou mesmo o som que indica o silêncio que um surdo que mergulha na vida.


Exemplo que falei no parágrafo anterior, a clássica luta de Dae-su.

Três filmes fantásticos, pesados e traumáticos. Você que tem o coração fraco, passe longe! Agora, pra você que gosta de filmes inigmáticos e pesados, vale a pena ver! Entendo eles como mais violentos que "Laranja Mecanica" ou até mesmo que "Cães de Aluguel". As cenas de violência não são fortes, mas a abordagem dos filmes é, e a narrativa amplifica a tensão.

Eu virei um fã do Park Chan-Wook, só por causa desses três filmes, e entendo porque o tarantino curte ele também!

Bom, se puderem assistam esses filmes!

Os trailers dos filmes:

Simpathy for Mr Vengence
OldBoy
Simpathy for Lady Revenge

Um comentário:

El Cabrón disse...

Yuki


Se tu gostou dos três do Korean fuckin crazy, precisa ver um dos mais legais, senão o mais legal dele de guerra: "Zona de risco" que tem nas americanas por 12 pratas. E este vale a pena comprar direto.